Tesauro de Objetos do Patrimônio Cultural nos Museus Brasileiros

Ordem Alfabética

Clique na seta para expandir e ver as palavras de cada período, e no item para saber mais

NA
Instrumento de calcular que executa operações aritméticas simples (adição, subtração e multiplicação), formado por um quadro que permite representar e operar os números por meio das configurações de argolas que deslizam em hastes fixas.
NA
Capa de feltro revestida de tecido com que se cobrem bules, sobretudo os de chá, para conservar o calor da bebida.
TG
NA
Utensílio de metal, com cabo e um pequeno objeto em forma de sino na extremidade, destinado a apagar a chama de velas, sobretudo em castiçais e candelabros.
TG
NA
Peça colocada sobre uma lâmpada para reduzir a intensidade da luz e/ou proteger a vista do foco direto. Feito em vários materiais (pergaminho, cartão, plástico, vidro fosco etc.), suas formas mais frequentes são o tronco de cone, o cilindro e a meia-esfera. Pode pender do teto ou ser acoplado a um suporte de lâmpada.
NA
Utensílio com que se agita manualmente o ar com o propósito de refrescar (alguém, algo ou a si próprio), avivar o fogo etc.
TA
Fogão a lenha
             Lareira
NA
Atributo sagrado dos orixás Oxum e Iemanjá. O do primeiro é confeccionado em latão, com estrela no centro, batida ou vazada. O do segundo, em metal prateado e forma circular, com sereia ou ainda em forma de peixe, cuja cauda forma o cabo.
NA
Utensílio que tem extremidade em forma de gancho e serve para abotoar certos modelos de calçado ou puxar o cadarço de outros.
NA
Botões removíveis, geralmente interligados por uma haste ou corrente, usados para fechar punhos de camisas. Algumas abotoaduras são verdadeiras joias.
NA
Ferramenta usada para forçar a abrir e manter aberta a boca de animais durante medicação.
NA
Instrumento de formas e materiais variados, próprio para abrir envelopes, sobretudo de correspondência. Os mais antigos, de madeira, osso ou metal, se assemelham a facas cuja lâmina não tem gume. Os mais modernos, geralmente de plástico, possuem formas diferentes com lâminas afiadas.
NA
Utensílio de metal destinado a abrir garrafas de tampa metálica.
NA
Pintura, desenho ou escultura executada geralmente a partir do natural (modelo vivo) de uma figura desnuda, masculina ou feminina, de corpo inteiro, como parte do processo de estudo acadêmico e formação dos artistas. Baseia-se nos critérios oficiais estabelecidos pela instituição acadêmica, seguindo os princípios clássicos, tidos como cânones de beleza, equilíbrio, contenção e proporção.
NA
Título ou documento de propriedade, negociável e transmissível, que representa cada uma das partes em que se considera dividido o capital de uma sociedade anônima.
NA
Instrumento para medir aceleração ou para detectar e medir vibrações, usado na engenharia mecânica.
NA
Utensílio portátil que acende a chama do fogão através de mecanismo que aciona uma faísca.
NA
Dispositivo suplementar que pode ou não ser utilizado pelo músico.
TE
Banco de piano
             Baqueta
             Batuta
             Estante de música
             Estojo de instrumento musical
             Metrônomo
             Queixeira
NA
Utensílios de adorno ou com propósitos utilitários que não se enquadram nas demais subcategorias de Equipamento Doméstico, criados para serem usados dentro de edifícios e/ou dar maior conforto às pessoas.
NE
Exlui acessórios domésticos associados aos hábitos de quem fuma, aspira ou masca tabaco e outras ervas e drogas como cinzeiro, porta-cachimbos etc.
TE
Almofada
             Aplique
             Arranjo floral
             Bibliocanto
             Capa (mobiliário)
             Centro de mesa
             Cesta de lixo
             Colchão
             Cortina
             Dossel
             Escarradeira
             Flor artificial
             Fruta artificial
             Moldura
             Mosquiteiro
             Panô
             Pano de mesa
             Passadeira
             Peanha
             Planta artificial
             Porta-guarda-chuvas
             Porta-retratos
             Porta-revistas
             Prato decorativo
             Prendedor de cortina
             Roupa de cama
             Tapeçaria
             Tapete
             Toalha de mesa
             Travesseiro
             Vaso ornamental
TA
Relógio de mesa
             Relógio de parede
NA
No Cristianismo, recipiente portátil, semelhante a uma caldeira pequena, geralmente em metal, contendo a água benta que se transporta de uns lugares a outros para realizar aspersões litúrgicas. Possui uma alça e seu fundo é geralmente plano, embora também possa ter um pé.
TA
NA
Arma branca de choque com feitio de machado.
NA
Instrumento de tiras de couro que serve para castigar.
NA
Instrumento de sopro cujo som é produzido pelo acionamento de foles que produzem uma corrente de ar que atravessa um conjunto de palhetas dentro do corpo do instrumento. Sua estrutura é geralmente confeccionada em madeira dotada de uma caixa e um teclado para as notas agudas, ligados por um fole pregueado à outra caixa com os botões que acionam os baixos.
UP
Acordeom
             Acordeona
             Concertina
             Gaita de foles
             Harmônica
             Sanfona
NA
Recipiente de alumínio, prata, porcelana, louça, estanho, metal prateado, aço, ágata etc., em que se serve o açúcar. São geralmente dotados de tampa e duas alças.
NA
Ferramenta que consiste em uma barra de aço longa e cônica, usada no fabrico de joias, especialmente para fazer anéis ou virolas. Ajuda a modelar as formas das chapas e/ou fios de prata ou ouro, conferindo-lhes formatos redondos, ovais etc.
NA
Objeto necessário à encenação de um espetáculo teatral, de dança etc., como um complemento.
NI
Caso seja do interesse da instituição, acrescentar ao descritor, o nome específico do adereço depois de dois pontos. Ex.: Adereço cênico: boneco.
NA
Papel, plástico ou qualquer outro material flexível recoberto, geralmente em apenas uma das faces, de substância que adere a uma superfície, que se cola na face interna de vidros, com fins publicitários.
NA
Sineta geralmente utilizada nas cerimônias religiosas de origem afro-brasileira. Consiste em um conjunto de até três campânulas.
NA
Enfeite usado na cabeça do cavalo.
NA
Adorno usado em alguns tipos de chapéu como flor, pena, alfinete etc.
TE
Alfinete de chapéu
             Penacho
NA
Objetos criados para ornamentar o corpo humano.
NE
Inclui os acessórios de adornos corporais.
TE
Alfinete de lapela
             Anel
             Brinco
             Broche
             Colar
             Corrente (adorno)
             Diadema
             Dilatador de lóbulos
             Grinalda
             Peruca
             Piercing
             Pingente
             Porta-joias
             Prendedor de cabelo
             Pulseira
             Tornozeleira (adorno)
NA
Instrumento de percussão com fuste estreito, formato quadrado, de origem muçulmana, utilizado na península Ibérica, América Latina e África do Norte. O fuste é coberto com pele de ovelha ou de cabra em um ou ambos os lados. Atualmente, formas triangulares e hexagonais são ocasionalmente encontradas.
NA
Instrumento de sopro cujo som é produzido utilizando-se o ar como agente vibratório básico.
UP
Aerófono
             Instrumento de sopro
TE
Acordeão
             Clarinete
             Corneta natural
             Fagote
             Flauta
             Gaita de boca
             Harmônio
             Oboé
             Oficleide
             órgão
             Trombone
             Trompa
             Trompete
             Tuba
TA
Bandeirola (instrumento musical)
             Bocal (instrumento musical)
             Tudel
NA
Instrumento de pintura mecânica que pulveriza tinta líquida, proveniente de um reservatório, que é soprada por ar comprimido. Alguns modelos dispõem de um bico ajustável que permite obter jatos largos ou esguichar linhas tão finas quanto às feitas a lápis.
NA
Instrumento usado para determinação da densidade do ar ou de outros gases.
NA
Representação, em escala reduzida, de aeronave a ser reproduzida ou não em dimensões normais.
UP
Modelo de aeronave
             Modelo de avião
NA
Instrumento no formato de uma pequena espátula com uma extremidade alargada e chata (para afastar a cutícula) e a outra curva e afiada (para extrair a cutícula).
NA
Afiador de lâminas de navalhas de couro.
NI
Usar apenas quando de couro. Se de pedra, use "Pedra de afiar lâminas".
TG
NA
Aparelho eletrônico manual capaz de armazenar e recuperar nomes, telefones, endereços, assim como dados sobre calendário e agenda de compromissos, além de servir como calculadora.
NA
Selo de cera branca, geralmente de forma oval ou circular, apresentando, no anverso, a efígie do cordeiro místico e, no reverso, imagens de santos ou as armas papais. O ágnus-dei, benzido pelo papa, é feito com cera parcialmente recuperada dos círios pascais das basílicas romanas ou oferecidos ao sumo pontífice. É geralmente conservado numa caixa envidraçada (caixa de ágnus-dei), num medalhão suspenso ao pescoço (medalhão de ágnus-dei) ou montado num relicário em forma de ostensório (relicário de ágnus-dei).
TA
NA
Instrumento de percussão constituído por duas campânulas de metal de tamanhos diferentes. O som é extraído por uma vareta de metal percutida nas campânulas.
UP
Gonguê
             Ngonge
NA
Ferramenta formada por vara mais ou menos extensa, delgada, em cuja extremidade se engasta um ferrão de ponta aguçada. Serve para tanger a boiada, apontando a direção da marcha, e para outras manobras da carreação.
UP
Aguilhada
             Chuço
             Vara de carrear
             Vara de ferrão
             Vara de garruchão
             Vara de tanger boiada
NA
Haste pequena, fina, reta ou curva feita geralmente de aço polido, aguçada em uma das pontas e com um orifício na outra extremidade, por onde se passa a linha. Usada para coser, bordar ou tecer à mão.
NA
Agulha comprida, com gancho em uma das extremidades, por onde passa o fio, usada em trabalhos de crochê.
NA
Peça de aço semelhante à agulha de costura manual porém, com o orifício, por onde se passa a linha, na extremidade pontiaguda; e a outra ponta é inserida na máquina.
NA
Bússola de declinação usada a bordo dos navios, cujo círculo ou limbo é dividido em 32 partes e chama-se a rosa-dos-ventos. Distingue-se da bússola normal porque a rosa-dos-ventos e a agulha estão suspensas por um sistema Cardan que os permite flutuar no interior de uma caixa (bitácula) hermeticamente fechada.
UP
Bússola marítima
             Compasso de variação
TE
Cartão de agulha de marear
             Rosa-dos-ventos
NA
Instrumento oco e pontudo utilizado para injetar medicamentos no corpo ou para retirar líquidos de um tecido, vaso sanguineo ou órgão oco.
TG
NA
Agulha que, utilizada com linha especial, serve para unir os bordos de um corte, uma ferida, uma incisão, para promover a cicatrização.
NA
Agulha de alumínio, metal, madeira, plástico ou bambu, comprida e mais espessa que as agulhas comuns, com uma ponta pontiaguda e a outra arredondada e achatada, usada na técnica do tricô.
NA
Recipiente ou almofada para guardar agulhas de coser.
NA
Pequena agulha usada na limpeza dos ouvidos das armas de fogo portáteis de carregar pela boca.
NA
Espécie de tanto, sem a guarda (tsuba).
TG
NA
Arma branca que é uma combinação entre o machado e a lança, consistindo de uma haste longa, terminada em ponta, tendo esta uma lâmina e gancho perpendiculares.
TE
NA
Cordões entrelaçados, que geralmente passam por uma ombreira, usado em uniformes militares de certas corporações, por oficiais do estado-maior e por ajudante de ordens.
TA
NA
Equipamento de destilação constituído por caldeira, tubulação e condensador.
TE
Caldeira de alambique
             Capelo de alambique
             Condensador de alambique
             Panela de alambique
             Parol
             Tubulação de alambique
NA
Utensílio delgado de madeira, metal etc., semelhante a uma pinça, dobrável ou não, usado para alargar os dedos das luvas quando novas, facilitando o seu uso.
TA
NA
Utensílio geralmente de madeira ou metal, que se constitui de um molde no formato de um pé, no qual são fixadas molas resistentes, e que se coloca dentro dos sapatos para alargá-los e torná-los mais confortáveis ao uso.
NA
Dispositivo de segurança conectado a portas, janelas etc., para denunciar tentativas de roubo, invasão etc.
TA
NA
Instrumento de cordas dedilhadas feito de madeira, com caixa de ressonância em forma de pera e com as costas abauladas. O braço é trasteado e as cordas são organizadas em pares (ordens de cordas). O cravelhal forma um ângulo quase reto com o braço.
NA
Sela grosseira, geralmente de estopa e cheia de palha, própria para resguardar o lombo dos animais de carga.
NA
Armadilha para pegar passarinho que consiste numa pequena gaiola com portinhola que desarma automaticamente quando a ave penetra em seu interior.
NA
Areômetro para medir a quantidade ou a porcentagem de álcool absoluto contida num líquido ou solução.
NA
Ferragem móvel, geralmente em forma de argola, mão etc., presa na parte externa das portas e portões de acesso, e que, quando batida contra estes, serve para chamar a atenção de quem se encontra do lado de dentro.
UP
TG
NA
Ferramenta utilizada na ceifa de searas, no corte de pastagem ou na preparação de feno, que se assemelha a sabre de lâmina curta e larga, com o fio no lado convexo da curva.
NA
Instrumento cilíndrico de ferro ou aço com o qual se abrem os alvados (orifício onde se fixa o cabo) das enxadas, machados e outras ferramentas.
NA
Pequena haste de metal, fina, aguçada em uma das extremidades e arredondada e achatada na outra, usada para prender, marcar ou segurar tecidos e peças de vestuário.
NA
Alfinete longo, geralmente de metal, para adornar e prender o chapéu geralmente feminino.
NA
Alfinete que integrou alguma condecoração não mais existente.
NI
Usar apenas quando inexistir a condecoração.
NA
Alfinete de segurança com que se prende a fralda de pano de bebês.
TA
NA
Alfinete usado para prender a gravata à camisa que, quando decorado, serve também como adorno.
TG
NA
Adorno, de forma semelhante ao alfinete, que se prega na lapela de certas peças do vestuário.
NA
Alfinete (espínola), de um conjunto de três, em metal precioso e com pedraria incrustada, usado como adorno e para fixar o pálio à casula.
TG
NA
Alfinete, sobretudo de propaganda política, usado geralmente na lapela.
NA
Alfinete usado para prender saias-envelope, na lateral.
TA
NA
Recipiente, almofada ou qualquer objeto onde se espetam alfinetes para que não se percam.
NA
Duplo saco, fechado em ambas as extremidades e aberto no meio (por onde se dobra), formando duas bolsas iguais, usado ao ombro, para distribuir o peso dos dois lados, ou preso atrás da sela de um cavalo, do selim da bicicleta ou da moto.
TG
NA
Instrumento de ferro, constituído basicamente por duas argolas interligadas, para prender alguém pelos pulsos ou pelos tornozelos.
NA
Vasilha de barro ou metal, rasa, em forma de tronco ou cone invertido, muito usada em cerimônias religiosas de origem africana.
NA
Anel matrimonial. Desde a antiguidade, o anel simboliza o compromisso e a fidelidade. Diversas crenças e tradições se referem à aliança como anel de matrimônio.
NA
Ferramenta própria para segurar, prender ou cortar determinados objetos, que se compõe de duas alavancas de ferro ou de aço que giram em torno de um eixo e cujas extremidades, lisas ou serrilhadas, podem ser chatas, recurvadas, cilíndricas ou em ponte. Existem diversos tipos e tamanhos de alicate, cada um adaptado às suas aplicações específicas. O conhecido por alicate universal é de uso geral para corte, aperto ou torção de fios e arames.
TE
Alicate de bico de papagaio
             Alicate de bico fino
             Alicate de bico redondo
             Alicate de corte diagonal
             Alicate de pressão
             Alicate descascador de fios
             Alicate turquesa
NA
Alicate utilizado na manutenção hidráulica para colocação, aperto e torção de canos e tubos, colocação de porcas e torneiras. Por ser um alicate com aberturas múltiplas dos mordentes, pode ser usado em porcas e roscas com diâmetros grandes.
TG
NA
Alicate com a ponta fina para uso em manutenção elétrica em locais de difícil acesso ou para serviços mais delicados. Serve para torção e corte de fios e cabos. Também utilizado para trabalhos artesanais com arames e chapas finas. Estes alicates podem ser com bico reto ou bico curvo.
TG
NA
Alicate de tem um perfil cônico nas mandíbulas. O motivo é que ele é perfeito para fazer voltas e loops em arames e fios elétricos. Basta morder a ponta e enrolar o fio em volta do alicate, na altura correspondente ao diâmetro desejado. Também é muito usado em projetos de artesanato e joalheria, para fazer acabamentos decorativos.
TG
NA
Ferramenta utilizada para seccionar os canais seminais dos animais, sem a extração dos testículos.
NA
Alicate específico para corte de fios e cabos na manutenção eletro-eletrônica, informática, predial e automotiva. Alguns profissionais o utilizam também para desencapar fios.
TG
NA
Pequeno alicate de bico fino e lâminas afiadas, geralmente de metal, usado para cortar a cutícula.
NA
Pequena peça de metal com dois ganchos móveis nas extremidades, usada para fixar as pontas de arames arrebentados de cercas.
NA
Alicate versátil para aperto de porcas e parafusos, e na fixação de produtos para colar ou soldar. De fácil regulagem através do parafuso no cabo, exerce grande pressão de aperto onde for utilizado.
TG
NA
Alicate com extremidades chatas, adequado para extrair e cortar tachas e pequenos pregos, usado em oficinas de sapateiros.
NA
Alicate pequeno usado para cortar as unhas, sobretudo as dos pés, semelhante ao alicate de cutícula, porém mais robusto e de lâminas menos afiadas.
NA
Alicate apropriado para facilitar o trabalho na manutenção elétrica na colocação de terminais, solda de fios e cabos em geral, desencapam na ponta do fio ou no meio para emendas. Existem vários modelos.
TG
NA
Alicate turquesa é uma das melhores ferramentas de corte. Eles são usados até em construção civil, para cortar vergalhões e fazer amarração em concreto. Também serve para cortar lajota e azulejo, sendo muito útil na confecção de mosaicos. Sua lâmina é muito afiada.
TG
NA
Alicate de aço, com roda giratória com 6 bicos com diâmetros diferentes de furo, para perfurar o couro.
TA
NA
Qualquer dispositivo mecânico destinado a medir ângulos ou afastamentos angulares mediante um alinhamento ótico. A alidade é um instrumento de visada que permite materializar a direção na qual se observa. Visa-se a um objeto através de duas aberturas: a primeira, junto à qual se coloca os olhos, possui um orifício muito pequeno; a outra, um retículo (dois fios cruzados).
UP
TE
Alidade de pínulas
             Alidade telescópica
NA
Alidade provida de pínulas, através das quais se miram os objetos utilizados no cálculo de ângulos.
TG
NA
Alidade cuja medição de ângulos se dá por meio de uma luneta ou de um telescópio.
UP
Alidade azimutal
             Alidade de marcar
             Alidade de óculo
TG
NA
Ferramenta básica utilizada pela mineração durante o período colonial brasileiro, juntamente com a bateia. Tem a lâmina achatada e curva, com a largura diminuindo da base (arredondada) em direção à extremidade (pontiaguda). Este formato peculiar permitia que o sedimento, depositado entre os blocos de pedra, fosse mais facilmente retirado.
NA
Ferramenta de limpeza, que consiste de várias lâminas concêntricas, de metal ou borracha, usada para limpar o pelo das cavalgaduras da sujidade mais entranhada.
NA
Peça macia, mais ou menos fofa, que vem a ser um saco estofado de formato variado usado como encosto, assento, decoração etc., e que se coloca sobre sofás, camas, poltronas etc. Pode ainda compor equipamentos, como a almofada de bilro e o xergão do arreio. As almofadas são geralmente forradas, costuradas e cheias de penas, paina, algodão, flocos de cortiça ou de espuma etc.
NI
Usar apenas quando não se tratar de parte integrante de móveis estofados.
UP
NA
Almofada utilizada para ser colocada sobre a mesa de altar e proteger a encadernação dos livros litúrgicos, podendo ter cores distintas dependendo do momento litúrgico.
NA
Equipamento composto de almofada e peças de madeira semelhantes ao fuso, chamadas bilros ou birros, para confecção de renda. Compõem também o conjunto o papelão ou pique (molde) e os alfinetes ou espinhos de cacto. A almofada, geralmente de formato arredondado, é confeccionada com tecido de juta (estopa), recheada com palha de bananeira e servindo para apoiar o tecido ao longo do processo de confecção da renda de bilro.
TE
Bilro
             Espinho de mandacaru
             Pique (molde)
             Rodilha
NA
Caixa de metal com um acolchoado interno (de feltro ou de pano) retentor de tinta, para a tintagem dos carimbos.
TG
NA
Almofada que recobre o faldistório, acompanhada, geralmente, de outra mais estreita utilizada para se ajoelhar diante do assento, e ambas podem ter pompons nos extremos. Adotam as cores do tempo litúrgico ou aquela que corresponda ao personagem que ocupa a cadeira, como vermelho para cardeais e verde para bispos residentes.
NA
Utensílio de saco estofado de qualquer material macio ou elástico como espuma, paina, algodão etc., que serve como apoio do pescoço, por exemplo, para quem precisa fazer uma longa viagem.
NA
Almofada de cor arroxeada utilizada na liturgia da Sexta-feira Santa, na qual os sacerdotes, que se prosternam ante ao altar, colocam o rosto. A de maior tamanho, situada no solo sobre um tapete ou uma credência, se utiliza para colocar a Cruz da Sexta-feira Santa, durante a cerimônia da adoração. Esta almofada, frequentemente realçada em ouro, deve ser de veludo, de seda ou estar recoberta de um véu de seda branca, tecido ou bordado com motivos arroxeados.
NA
Almofada com cores e motivos fúnebres, debruada e bordada em amarelo ou ouro, na qual são apresentadas as insígnias e as condecorações do defunto durante as exéquias. É colocada sobre o pano mortuário.
NA
Tigela de paredes grossas que serve para moer pequenas quantidades de produtos, por vezes misturando vários ingredientes. Para moer usa-se uma outra peça chamada pistilo ou “mão do almofariz”. Os termos equivalentes em japonês são "suribachi" e "surikogi". O almofariz é usado na cozinha, em laboratórios de química e biologia molecular etc., e era peça essencial nas farmácias de manipulação, e é feito de diversos materiais: madeira, barro, porcelana, pedra ou metal. O almofariz é o equivalente, em tamanho pequeno, ao pilão. A técnica consiste em segurar o pistilo pelo cabo e amassar, bater no corpo a ser triturado, amassado, pilado, pulverizado, contra o almofariz.
UP
TE
TA
Pilão
             Socador de temperos
NA
Pequeno recipiente com bico delgado e comprido que serve para lubrificar com óleo, por meio de compressão ou dispositivo ejetor, pequenas máquinas.
NA
Sandália que se prende ao pé por tiras de couro ou de pano.
UP
Alparcata
             Alpargata
NA
Entre os pagãos, lugar alto ou mesa sobre pedestal, onde se celebram sacrifícios. Entre os cristãos, construção fixa ou móvel, mais ou menos decorada, sobre a qual se celebra a Eucaristia. Em geral, é composto por uma superfície horizontal designada como mesa de altar. Esta possui uma cavidade ao centro para a pedra de ara e se assenta numa base que pode assumir diversas formas. Pode ainda ser composto de retábulo e de outros elementos e acessórios. Recebe diferentes designações, consoante a colocação (altar-mor etc.), a função litúrgica específica (altar do Santíssimo Sacramento etc.), ou a forma (altar-mesa, altar-túmulo).
TE
Altar portátil
             Base de altar
             Frontal de altar
             Mesa de altar
NA
Mesa portátil usada para a celebração da Eucaristia fora do lugar sagrado. Os exemplares conhecidos apresentam a forma de uma arca que uma vez aberta se transforma num altar. Em regra, estes móveis apresentam uma frente rebatível e assentam num suporte articulado. Possui um ou mais compartimentos para guardar os objectos necessários à celebração da missa.
TG
NA
Aparelho destinado a transformar um sinal elétrico de audiofrequência em onda acústica.
NA
Túnica longa, branca, de linho, ampla, caindo sobre os calcanhares como a batina, e adornada com bordados. Símbolo da castidade e pureza, é usada por sacerdotes, diáconos e subdiáconos, principalmente na celebração da missa, ao dar a comunhão e na exposição do Santíssimo Sacramento. Seu uso é obrigatório por baixo da casula ou dalmática.
TE
Cíngulo de alva
             Roquete
NA
Ferramenta de ferro constituído de um cabo de madeira, uma lâmina com feitio de enxada, de um lado, e uma ponta semelhante à da picareta, do outro, usada para cavar terra dura, arrancar pedras etc.
UP
Enxadão
             Marraco
             Picareta alvião
NA
Utensílio de metal formado por um cabo que possui na sua extremidade uma peça circular com vazados. Sua função é amassar batatas diretamente na panela onde foram cozidas.
NA
Lugar elevado dentro do presbitério, fixo, dotado de adequada disposição e nobreza, reservado à proclamação das Sagradas Escrituras, ao canto do salmo responsorial e ao precônio pascal. É o altar da Palavra de Deus, não um simples atril do qual se dirigem os sermões. Dali se pode fazer a homilia (embora o lugar mais apropriado seja a sede) e propor as intenções da oração dos fiéis. Não deve ser utilizado para dirigir cantos, fazer indicações ou anúncios ou guiar a reza de devoções populares.
NA
Negativo fotográfico sobre vidro com colódio, que surge em 1852.
NA
No culto católico, recipiente sagrado, normalmente de metal precioso, em forma de cálice com tampa e com o interior dourado. Difere do cálice justamente pelo fato de ter tampa decorada com uma cruz ou outro símbolo religioso (esfera celeste, pelicano etc.). Sua função é conservar e distribuir as hóstias consagradas aos fiéis. Após a consagração, a âmbula armazena as reservas eucarísticas, isto é, as hóstias consagradas, no sacrário, coberta por um véu, chamado véu de âmbula. Em outras épocas a âmbula também foi chamada de cibório e píxide.
TA
Cálice litúrgico
             Crismeira
             Hostiário
             Pátena
             Véu de âmbula
NA
Vaso sagrado de pequenas dimensões que serve para levar o viático (sacramento da Eucaristia que se administra aos enfermos que estão em perigo de morte). Geralmente adota a forma de uma âmbula de tamanho menor e com pé mais ou menos largo. Seu interior deve ser dourado e a tampa coroada com uma cruz. Às vezes o pé é desmontável com o objetivo de servir como ampola para o crisma.
TG
NA
Tecido sagrado de cânhamo ou linho branco, de forma retangular, usado sob a alva ou, por vezes, sob a sobrepeliz ou o roquete. Servindo inicialmente para proteger o pescoço destes paramentos e do frio, o amito é posto sobre a nuca, enrolado sobre o colarinho das vestes inferiores, geralmente a batina, passa sob as espáduas e é atado no peito com longas fitas ou cordões que passam por presilhas postas nos cantos de um dos lados.
UP
NA
Amostra de natureza animal, vegetal ou mineral, em estado bruto ou processada, desde que não constitua um objeto propriamente dito.
TE
Amostra animal
             Amostra mineral
             Amostra vegetal
NA
Pequena porção de algum tecido dada para ver, provar ou analisar, a fim de que a qualidade do todo possa ser avaliada ou julgada.
NA
Amostras de natureza animal, vegetal ou mineral, em estado bruto ou processadas, desde que não constituam um objeto propriamente dito. E fragmentos ou amostras de rendas, tecidos, ferro, couro, cabelos etc., quando não tiverem feito parte de um objeto ou quando este não pôde ser identificado.
NI
Mostruários para fins comerciais pertencem à categoria Equipamento de Atividades Produtivas.
NE
Inclui acessórios de artefatos que não puderam ser determinados como por exemplo uma argola.
TE
Amostra
             Argola
             Fóssil
             Fragmento
NA
Aparelho especial, graduado em amperes, destinado a medir a intensidade de uma corrente elétrica.
NA
Aparelho eletrônico que reproduz, amplificando, sinais de áudio.
NA
Pequeno frasco de vidro, plástico ou metal, hermeticamente fechado, que possui em uma de suas extremidades uma ponta ou bico. Contém droga em dose única a ser injetada.
TG
NA
Artefato de medir o tempo, constituído por um recipiente originalmente de vidro dividido em dois compartimentos simétricos, geralmente cônicos, que se comunicam pelo vértice, através do qual cai, aos poucos, certa quantidade de areia muito fina (ou água ou mercúrio), e cujo esvaziamento total da parte superior equivale a um período de tempo predeterminado.
NA
Objeto, geralmente pequeno, ao qual se atribui a virtude de afastar o mal ou propiciar o bem, utilizado ao longo das épocas, culturas e lugares. É um objeto de proteção contra todo o mal, indiscriminadamente, que alguém guarda consigo e a que se atribui virtudes sobrenaturais de defesa contra desgraça, doença, feitiço, malefício etc. Pode ser em fórmula escrita, desenho, objeto ou parte de animais e plantas.
TE
Figa
             Muiraquitã
             Patuá
TA
ágnus-dei
             Balangandã
NA
Peça íntima do vestuário feminino, semelhante a uma saia, de tecido bem fino e transparente, usada sob a saia ou o vestido, e mais curta que estes.
NA
Constitui-se em um dos conhecimentos básicos na formação de um artista figurativo, ao lado do estudo das técnicas e da composição. O desenho anatômico foca na constituição da forma externa (membros, tronco, cabeça), movimentos e musculatura/ossatura da estrutura corpórea, animal ou humana, seguindo regras específicas de proporcionalidade.
TA
NA
Ferramenta agrícola de cabo longo, dotada de travessa denteada, de madeira ou de ferro, usada para arrastar e juntar lixo, palha, folhas secas etc. Utilizada também em hortas e jardins para preparar a terra para o plantio.
UP
NA
Pequena ferramenta, semelhante ao ancinho, usada no preparo e plantio de vasos de plantas e jardineiras.
NA
Peça geralmente de ferro ou aço, de formas variadas, cuja extremidade tem formato recurvado como uma garra ou gancho, e que fica presa a uma embarcação por um cabo ou corrente. Ao ser lançada ao mar ou num rio, serve para manter o barco temporariamente parado na posição desejada.
NA
Aparelho usado como apoio para ajudar adultos com dificuldades locomotoras. De vários formatos e graus de sofisticação, pode ou não ter rodinhas e/ou assento.
NA
Plataforma de madeira, habitualmente decorada, munida de quatro varas ou braços para transporte, numa procissão, de uma imagem devocional, grupo escultórico etc.
UP
NA
Estrutura para transportar o caixão. Geralmente em madeira, é composto por uma placa retangular de bordos levantados com quatro varais. Pode ter pés para ser colocado no chão durante as exéquias. Quando a estrutura não possui varais diz-se Essa.
UP
Essa
             Porta-caixão
TA
Caixão
             Catafalco
NA
Adorno em forma circular, usado em um ou mais dedos das mãos (predominantemente no dedo anelar) e, em algumas culturas, como a indiana, nos dedos dos pés, como joia (de materiais como ouro, prata etc., podendo ser guarnecido ou não de pedras preciosas como diamante, rubi etc.) ou bijuteria (de plástico, madeira, resina etc.), que se usa como ornato ou rituais simbólicos como noivado, casamento, formatura etc.
TE
Anel-relógio
             Anel sigilar
NA
Anel no qual é inserido um pequeno relógio, geralmente em formato circular.
TG
NA
Anel símbolo do título que se obtém ao completar o primeiro grau de formatura em qualquer curso universitário, de uso comum entre advogados, engenheiros etc.
TA
NA
Anel de ouro com pedra preciosa, geralmente uma ametista ou um rubi, que portam os bispos como insígnia de sua dignidade. Não devem ter gravada nenhuma figura. De grandes dimensões, deve ser usado sobre as luvas pontificais.
NA
Anel, geralmente em metais preciosos, que os altos dignatários eclesiásticos usam como insígnia de sua dignidade.
NA
Anel no qual é incrustado um sinete.
TG
NA
Conjunto de aros de metal com variados diâmetros, unidos por um aro maior, usado para medir os dedos para fabricação de anéis.
NA
Instrumento de meteorologia que registra continuamente a direção (em graus) e a velocidade (em m/s) do vento, a distância total (em km) percorrida pelo vento com relação ao instrumento e às rajadas (em m/s).
UP
Anemômetro registrador
             Anemometrógrafo
NA
Aparelho que mede a velocidade dos ventos e, em alguns tipos, também a sua direção.
NA
Instrumento meteorológico que indica a direção do vento.
TA
NA
Instrumento de suplício constituído por um anel de ferro com que se prendem os dois dedos polegares dos criminosos presos, mais usado no plural.
NA
Armação de arame ou almofadas, usada pelas mulheres até meados do século XIX para realçar os quadris e dar mais roda às saias na parte traseira.
NA
Dispositivo interno ou externo de um aparelho receptor e/ou transmissor de ondas eletromagnéticas, que capta e/ou emite as ondas: antena de rádio, de televisão, de radar etc.
NA
Livro de coro que contém as antífonas, notadas em caracteres de cantochão, para uso do cantor ou do coro nas igrejas.
NA
Conjunto composto por quarenta e cinco livros canônicos da Bíblia, escritos antes do nascimento de Jesus de Nazaré, abarcando tanto o Pentateuco como livros históricos, proféticos e relativos à sabedoria.
TG
NA
No cristianismo, frontal de altar quando a sua estrutura é inteiramente em tecido ou em materiais macios (couro, papel, pintura sobre tela etc.). Sua estrutura é retangular e, no caso das pinturas, devem representar temas como a Virgem ou as vidas dos santos.
NA
Peça de arreio, de couro ou de outro material opaco, que se coloca na cabeça do animal de montaria ou de tração, ao lado dos olhos, para limitar sua visão e forçá-lo a olhar apenas para frente, evitando que se distraia, se assuste e saia do rumo.
TG
NA
Implemento de pesca que se constitui em um pequeno gancho terminado em farpa, que se coloca, normalmente, no fim ou ao longo da linha de pesca, e no qual se prende a isca para atrair o peixe e fisgá-lo.
TA
Canecão (pesca)
             Caniço
             Espinhel
NA
Armadilha de pesca que consiste em uma vara de bambu com linha de anzol que, fincada no fundo do rio, é curvada até que o anzol com a isca fique preso a uma forquilha submersa. Mordida a isca, o mecanismo dispara, e o peixe é içado para fora d'água.
NA
Utensílio constituído de um pedaço de feltro, esponja etc., colado a um pequeno suporte e que serve para apagar o que se escreveu em quadro-negro ou similar.
NI
Usar também para os quadros-brancos
NA
Termo que designa o mesmo móvel que o seu correspondente buffet/dressoir francês. Esta denominação aplicava-se a duas funções: arrumação e exposição. No início, colocava-se este móvel tanto na sala como no quarto, podendo conter copos, pratos e alimentos. Sobre o tampo, que por vezes apresentava um respaldo com prateleiras que no sentido ascendente se iam tornando cada vez menos profundas, colocavam-se e exibiam-se as peças da baixela de aparato, geralmente ligadas ao serviço da mesa. O número de prateleiras variava consoante a hierarquia do seu proprietário. Este termo designa atualmente um móvel de apoio ao serviço de mesa, podendo apresentar sob o tampo, prateleiras abertas ou fechadas com portas.
UP
Armário-aparador
             Bufê
             Bufete
             Étagère
NA
Aparelho manual composto de uma ou mais lâminas, que serve para aparar ou raspar a barba e outros pelos do corpo.
TE
Barbeador
             Lâmina de barbear
NA
Aparelho usado para extrair os pelos do corpo.
NA
Aparelho manual ou elétrico, de diversos modelos, muitos inclusive de madeira, usado para a compressão metódica do corpo ou de partes do corpo, para cumprir finalidades terapêuticas e/ou estéticas.
NA
Equipamento de reprodução sonora formado por um ou mais dispositivos de entrada de som ( toca discos, rádio, toca-fitas, cd-player etc.) e um amplificador combinados em um só aparelho.
NA
Aparelho que, inserido no pavilhão auditivo das pessoas com dificuldade de escutar, tem a função de melhorar a audição. São de variados tipos e, com o avanço tecnológico, cada vez melhores e mais discretos.
NA
Aparelho existente, em geral, dentro de edifícios, conectado de forma mais ou menos permanente ao sistema de água e esgoto. Serve como receptáculo de refugos, como os espaços para conter ou distribuir água para as necessidades sanitárias, ou como meio de distribuir água para se beber.
NE
Inclui elementos que aquecem a água; que facilitam ou regulam o movimento da água e do esgoto dentro das estruturas; ou que transportam água não desejada de um local para outro por meio mecânico ou gravitacional.
TE
Banheira
             Bidê
             Pia de banheiro
             Pia de cozinha
             Tanque de roupa
             Vaso sanitário
NA
Pequeno instrumento de metal, plástico ou outro material, do qual se obtém um som agudo por meio de sopro.
NA
Apito usado pela Marinha que tem uma forma específica que permite modular um pouco o som.
UP
TG
NA
Peça que se aplica de modo permanente à parede e que serve como ornamento.
NA
Pequena porção de fios de cabelo postiço, de fibra natural ou sintética, que imita uma mecha, franja, rabo de cavalo etc., aplicada sobre a cabeça ou sobre os próprios cabelos de uma pessoa, geralmente do sexo feminino, para fins estéticos, de embelezamento etc.
TG
NA
Luminária fixada à parede, mais ou menos a dois metros do chão, e que se adaptou à iluminação de cada época (vela, gás e eletricidade).
NA
Apólice emitida no início do século XX, pelos governos, para quitação de débitos fiscais. No Brasil, entre 1902 e 1942, o governo emitiu essas apólices no valor de um conto de réis (Rs1.000$000) com o intuito de angariar recursos para investimentos em infraestrutura.
NA
Comprovante de um contrato de seguro e de suas condições. Emitida por uma companhia de seguros, na apólice estão discriminadas o bem ou a pessoa segurados, as coberturas e garantias contratadas, o valor do prêmio, o prazo do contrato etc.
NA
Instrumento de metal ou plástico, usado para apontar lápis.
TG
NA
Reservatório artificial de água, geralmente de vidro e de pequeno porte, destinado à criação de animais aquáticos, especialmente peixes ornamentais.
NA
Aparelho que se destina a aquecer espaços individuais por meio de inúmeras substâncias (álcool, carvão, óleo, gás, querosene, madeira etc.) ou da eletricidade.
NI
Acrescentar ao termo se se trata de aquecedor elétrico ou a gás, querosene etc.
TE
Aquecedor de cama
             Braseiro
             Estufa
             Lareira
             Pá (aquecedor)
             Porta-lenha
TA
Atiçador
             Fole
NA
Equipamento usado para aquecer água em diversos compartimentos de um edifício como banheiro, cozinha etc.
NA
Recipiente, geralmente de metal, com cabo de madeira, em cujo interior se colocam brasas para passá-lo entre os lençóis.
NA
Equipamento destinado a climatizar o ar em um recinto fechado, mantendo sua temperatura e umidade controladas.
NI
No caso de ar-condicionados de ampla escala, use "ar-condicionado central", que deverá ficar na categoria "Estruturas edificadas e elementos de construção"
NA
Componente de lamparina que consiste em cabo de forma alongada e prancha de madeira com orifício numa das extremidades onde são encaixados o cabo e a lamparina. Artefato muito usado em casas de farinha do Pará.
NA
Equipamento agrícola de tração humana ou animal, ou motorizado, utilizado para lavrar a terra, preparando-a para o plantio.
NA
Pequena peça circular de vidro ou de metal, furada no centro, que se adapta à boca do castiçal para aparar os pingos da cera derretida da vela.
UP
NA
Armadilha para caçar pequenos pássaros que geralmente consiste em uma pirâmide feita com pauzinhos ou talas de bambu.
NA
Estrutura feita de madeira ou metal, geralmente constituída de dois pés laterais ligados no alto por um tubo arredondado, onde se colocam os cabides com os figurinos do espetáculo. Costuma ficar nos camarins ou nas coxias de palco.
NA
Móvel de conter, geralmente de forma retangular, composto por receptáculo fechado por tampa plana. Empregada para o fim específico de guardar roupa, alfaias e demais pertences de uma família, podendo também servir como arquivo de valores e papéis, a arca é o móvel primordial português.
TE
NA
Arma de fogo portátil, longa, usando mecanismo de disparo de mecha, criada no século XV e usada até o XVIII, quando foi suplantada pela espingarda.
NA
Móvel de sacristia destinado a guardar paramentos e alfaias litúrgicos, designado na documentação antiga como arcaz, armário ou caixão. Tem a forma de uma grande arca com gavetões e, em alguns casos, armários nos cantos e/ou no centro. Em regra, possui um espaldar de madeira, por vezes com painéis pintados, espelhos ou um pequeno nicho central incorporados.
NA
Espécie de alabarda com duas lâminas (sem o gancho) e uma ponta, usada pelos archeiros.
NA
Arma de arremesso constituída de haste flexível cujas extremidades são ligadas por um cordel. Este, quando retesado, transmite energia para arremessar uma flecha.
TE
NA
Peça curva que serve para suportar o peso da parede sobre o vão de portas, janelas ou outras aberturas, transferindo-o para um outro suporte (pilar, coluna), geralmente feita de tijolo ou pedra.
NA
Ferramenta utilizada para preparar o algodão antes da fiação. É formada por um cordão preso a uma haste de madeira curvada. O arco é utilizado para cardar ou desenredar o algodão: desliza-se o cordão em um fardo, enquanto a mão livre retira as fibras que se desprendem devido ao movimento contínuo do arco.
UP
Arco do indostão
             Bodoque (fiação)
NA
Vara firme e flexível de madeira ou tubo feito de bambu, onde é esticado um feixe de crina de animal. Em alguns tipos de cordofones, o executante passa o arco sobre as cordas, colocando-as em vibração e produzindo os sons.
NE
Prendedor de cabelo em forma circular, de diversos tipos de materiais, ornamentado ou não, que se usa encaixado verticalmente na cabeça e ajustado nas orelhas.
NA
Ferramenta de acionamento manual, na qual é possível acoplar ferros de pua (brocas), verrumas para arco de pua, chaves de fenda para arco de pua e outros acessórios que possuam haste compatível com o encaixe das garras do mandril do arco. Existem os modelos: arco de pua com catraca e sem catraca. Trata-se de antiga ferramenta manual, utilizada para fazer furos em madeira. É a antecessora das atuais furadeiras elétricas.
NA
Ferramenta com mais de uma dimensão, composta de um arco de metal onde se encaixa uma lâmina de aço ou aço carbono, dentada e temperada, usada para serrar metal, tubos de plástico etc. A dimensão do arco de serra é regulada pelo tamanho da lâmina.
UP
TG
NA
Pequeno recipiente com tampa furada com o qual se derramava areia fina sobre a escrita, a fim de secar a tinta.
NA
Instrumento usado para determinar a densidade dos líquidos ou, ainda, o grau de concentração de uma dissolução ou de uma mistura.
TE
Alcoolômetro
             Salmômetro
NA
Objeto de forma circular e vazio no meio, geralmente metálico, com que se prende ou puxa algo.
NI
Usar apenas quando a sua função não for identificada.
TA
Elo de corrente
             Golilha
NA
Utensílio de prata, madeira, marfim etc., vazado e em forma cilíndrica, oval ou prismática, usado nas refeições familiares como porta-guardanapo individual de guardanapos de tecido.
NA
Arma feita de metal e que causa danos pela ação de um gume ou ponta, sendo que a força motriz é somente humana. Contrapõe-se à arma de fogo, que arremessa o projétil por meios artificiais, usualmente químicos.
NE
Inclui as baionetas.
TE
Acha
             Alabarda
             Arpão
             Baioneta
             Chuço (arma)
             Espada
             Estilete
             Faca (arma)
             Lança
             Machadinha de abordagem
             Machado de sapador
             Partasana
             Pique
             Punhal
             Sabre
             Tridente (arma)
NA
Arma que não sendo de fogo, arremessa projéteis à distância usando apenas a força humana.
TE
Arco
             Besta
             Bodoque
             Dardo
             Estilingue
             Funda
             Lança (caça)
             Zarabatana
TA
NA
Arma que se utiliza para golpear, provocando danos pela pancada direta sobre o alvo.
TE
Borduna
             Cassetete
             Fuzil de treinamento
             Martelo de guerra
             Soco-inglês
NA
Arma que funciona mediante a deflagração de uma carga propelente, explosiva ou não, pela qual é lançado no ar um projétil.
TE
Arcabuz
             Bacamarte
             Carabina
             Clavina
             Espingarda
             Fuzil
             Lança-rojão
             Metralhadora
             Mosquetão
             Mosquete
             Peça de artilharia
             Pistola
             Revólver
NA
Implemento de caça usado na captura de animais.
TE
Alçapão
             Arapuca
             Ratoeira
             Vara de visgo
NA
Implemento de pesca, engenhoso, utilizado na captura de peixes.
TE
Anzol
             Anzol de laço
             Caniço
             Coador (armadilha de pesca)
             Covo
             Curral de peixe
             Espinhel
             Jereré
             Nassa
             Puçá
             Rede de pesca
             Socó
TA
Arpão
             Balaio
             Canecão (pesca)
             Cofo
NA
Utensílio em forma de gancho, geralmente de ferro, em que se prende o punho da rede de dormir.
NA
Conjunto de peças de metal, couro, osso, madeira etc. que protegia o corpo dos antigos guerreiros, especialmente o vestuário de defesa constituído de elmo, couraça, cota de malha etc., bem como o conjunto de estruturas anatômicas utilizadas pelos animais para o mesmo fim.
NI
Usar o termo apenas quando se tratar do conjunto. Caso contrário, indexar pelo(s) termo(s) específico(s). Ex.: Cota de malha.
TE
Barda
             Capacete de armadura
             Cota de malha
             Couraça
             Escarcela
             Gorjal
             Grevas
             Manopla
             Rebraço
NA
Móvel de guarda, desenvolvendo-se geralmente em altura, constituído por um ou mais corpos fechados, acessíveis por portas, painéis deslizantes ou extensíveis. É por vezes rematado superiormente por cimalha e frontão. Pode ainda apresentar gavetas de acesso exterior, colocadas a dividir o corpo superior do inferior, ou só na parte inferior (guarda ternos/biblioteca). O seu interior é composto por cabideiros, prateleiras e/ou gavetas. Assenta em pés fixos, soltos ou em rodapé.
NE
Mediante a sua localização e o uso a que se destina ou destinava, este móvel recebe uma designação complementar.
TE
Armário-baixo
             Armário-biblioteca
             Armário-vitrine
             Armário de canto
             Guarda-comida
             Guarda-louça
             Guarda-roupa
NA
Armário com 1m a 1.20m de altura.
NA
Armário de modo geral com portas total ou parcialmente envidraçadas, tendo no seu interior réguas dentadas que possibilitam alterar a altura das prateleiras, onde se colocam os livros.
NA
Armário cujas portas, e por vezes as ilhargas, são envidraçadas, deixando ver o seu conteúdo.
NA
Armário com forma triangular, executado para preencher um canto de um espaço habitacional.
NA
Armário localizado na sacristia para guardar as alfaias litúrgicas, missais, livros da igreja etc. Designado por “goardaroupa” na documentação dos séculos XVII e XVIII, era habitualmente embutido na parede; muitos exemplares reúnem diferentes compartimentos: armários, gavetões, contadores e papeleiras.
NA
No culto católico, pequeno móvel com portas, normalmente de madeira e alojado em um nicho, cuja função é a de conservar os Santos Óleos usados na administração dos sacramentos: Batismo, Confirmação, Extrema-unção e Ordenação. Situa-se perto do altar-mor ou na sacristia. Às vezes sua porta, que deve permanecer fechada com chave, apresenta a inscrição "Olea Sancta".
NA
Conjunto de armas usadas em lutas, batalhas, guerras e na caça, bem como os seus componentes e os utensílios usados na sua conservação, manutenção e funcionamento. Entende-se, por extensão, qualquer coisa que sirva para um desses fins. As armas têm uma atribuição difícil devido às suas múltiplas funções. Dependerá do material ou da ornamentação com que estejam enriquecidas para se determinar seu caráter mais ou menos funcional como arma, como objeto ritual ou elemento de prestígio.
NE
Inclui os acessórios de armas e as armas de treinamento e instrução. Exclui munição e seus acessórios.
TE
Agulheta
             Arma branca
             Arma de arremesso
             Arma de choque
             Arma de fogo
             Arrocho de flecha
             Bainha
             Bota-fogo
             Calculador de tiro
             Carcás
             Chave de fenda (arma)
             Cobre-mira
             Coldre
             Cordel de limpeza (arma)
             Cucharra
             Diamante (arma)
             Escova de limpeza (arma)
             Estojo de arma
             Estojo de limpeza (arma)
             Fiador (arma)
             Guarda-fecho
             Lanada
             Lança-granada
             Luneta de mira
             Pente de munição
             Pincel de curare
             Porta-pano
             Quadrante de artilheiro
             Régua de tiro
             Reparo
             Saca-balas
             Saca-trapo
             Soquete de artilharia
             Talabarte
             Tarugo (arma)
             Vareta de arma
NA
Arma branca que é arremessada à distância, formada por um ferro em feitio de seta que se fixa a um cabo, usado para fisgar grandes peixes, cetáceos e na caça às baleias.
TE
NA
Arca pequena, com menos de 1m de comprimento, que apresenta, de modo geral, argola de transporte situada no centro da tampa. O termo arqueta não foi empregado em documentos brasileiros, onde esta peça era conhecida como arca pequena.
TG
NA
Móvel de assento coletivo, de maior dimensão que um banco comum, com braços e espaldar, assentes sobre uma arca. O mesmo que escano (móvel combinado). Utilizado em sacristia, pátio, alpendre, patamar etc.
UP
Arca-banco
             Escano
TA
Arca
             Banco corrido
NA
Móvel de escritório, geralmente de metal e com gavetas, para guardar documentos.
NA
Ferramenta formada por uma barra de ferro comprida, em forma de alavanca, com um par de dentes na extremidade, embutida em um cabo geralmente feito de madeira, usada para retirar pregos de superfícies diversas.
TG
NA
Pequena ferramenta formada por cabo de madeira e ponta de metal em forma de um pequeno "v", utilizada para arrancar, desde a raiz, ervas daninhas do solo.
NA
Flores artificiais dispostas ou colocadas em um arranjo com propósito estético através da harmonia dos elementos.
NA
Conjunto de peças - antolho, baixeiro, bridão, cabeçada, cabresto, estribo, embocadura, pelego, rédea, sela etc. - , geralmente feitas de couro, presas por fivelas e grampos de metal, com que se aparelham animais para que possam transportar pessoas ou cargas.
TE
Antolho
             Cabeçada
             Cabresto
             Cangalha
             Cilha
             Cilhão
             Estribo
             Freio
             Gamarra
             Golão
             Lombilho
             Peitoral (montaria)
             Rabicho
             Recuadeira
             Rédea
             Retranca (montaria)
             Sela
             Selim de carroça
             Tirante
NA
Acessório de arma que se constitui em um cordel preso a duas hastes (varetas, geralmente de taquara, ou chifres de veado) que têm por função final impedir que as beiras da flecha fiquem salientes.
NA
Árvore artificial, geralmente um pinheiro, um dos símbolos mais populares do Natal, festa religiosa cristã que celebra o nascimento de Jesus Cristo, a figura central do Cristianismo.
NA
Aparelho elétrico para aspirar poeira, partículas de lixo, areia etc., em ambientes fechados.
NA
Utensílio de cozinha de metal, vidro, barro ou louça, inquebrável, usado para assar alimentos no forno, cujas formas podem ser as mais diversas.
TE
Fôrma de bolo
             Fôrma de pão
             Fôrma de torta
             Forminha de empada
             Tabuleiro
NA
Peça de madeira, plástico etc., usada para se sentar nos vasos sanitários, acompanhada geralmente de tampo para fechá-los.
NA
Ferramenta usada para marcar o gado na orelha de forma a identificá-lo.
NA
Antigo instrumento para medir a altura dos astros em relação à linha do horizonte, o que permitia determinar latitude e longitude do ponto de observação. Modernamente foi aperfeiçoado e é um dos instrumentos fundamentais da astronomia.
TE
NA
Instrumento astronômico destinado a determinar altura dos astros - em particular do Sol - pelos pilotos nos mares, e medir a latitude e a longitude do lugar onde se encontra o observador. Consta de duas partes: um círculo graduado a que chamavam a roda do astrolábio, suspenso por um anel, e uma alidade de pínulas, móvel, em redor do centro da roda.
NA
Instrumento astronômico metálico, em forma de um quarto de círculo, que possui em um dos raios pínulas de visada e no seu vértice um fio de prumo com índice móvel.
NA
Instrumento de percussão cujo corpo arredondado é feito de madeira; uma das extremidades é coberta por membrana fixada por cordas e cunhas. Pode ser percutido com as mãos ou com baquetas. Tem grande importância na realização das cerimônias de origem afro-brasileira e, geralmente, se apresenta em trio: o Lé, o Rum e o Rumpi.
TE

             Rum
             Rumpi
NA
Instrumento de metal (geralmente uma vareta de metal com cabo) próprio para atiçar ou revirar o fogo e as brasas em grelhas, lareiras, fogões etc. ou para revolver a matéria tratada em certos fornos.
NA
Parte superior da estrutura do retábulo, acima do entablamento.
NA
Estátua de figura ou meia figura de homem que sugere sustentar um elemento de construção como entablamento, coluna ou pilastra. Corresponde à figura feminina chamada cariátide.
NA
Objeto geralmente metálico figurando um ou vários atributos iconográficos característicos, aplicado a uma imagem sagrada ou apresentado por esta e que contribuem para identificá-la e caracterizá-la. Pode, entre muitos outros, tratar-se de um cetro, coroa, mitra, palma de martírio.
TE
Auréola
             Báculo de imagem devocional
             Cetro de imagem devocional
             Mitra de imagem devocional
             Palma de martírio de imagem devocional
NA
Insígnia que caracteriza ou distingue um orixá.
TE
Abebé
             Ferramenta de ogum
             Ferramenta de orixá
             Ibiri
             Iruexim
             Irukeré
             Ofá
             Oxé
             Paxorô
             Xaxará
NA
Instrumento elétrico usado para medir os limites da audição ou sensibilidade auditiva.
NA
Disco, círculo luminoso que se coloca atrás da cabeça das imagens sagradas, indicando a luz eterna. O nimbo é símbolo do sobrenatural, do apogeu místico, reflexo da glória celeste, atributo de realeza e de poder. Normalmente emprega-se como sinônimo de auréola, diferenciando-se da mesma, pois esta serve também para designar a luminosidade que envolve todo o corpo.
UP
NA
Instrumento musical cujo som é produzido de forma automática ou mecânica, geralmente sem a necessidade de um intérprete, embora alguns deles requeiram certo grau de participação humana.
NE
As categorias automatofones e eletrofones foram incluídas à classificação Hornbostel&Sachs pelo Comitê Internacional para Museus e Coleções de Música(CICIM), em 1972. Antes disso, em 1961, o Galpin Society Journal já havia acrescentado as duas categorias.
TE
Caixa de música
             Piano mecânico
             Realejo
NA
Peça de vestuário usada sobre a roupa, tanto para protegê-la quanto por questões de higiene e saúde, durante trabalhos manuais. Pendente da cintura e/ou do pescoço, pode ser de diversos materiais como tecido, borracha, couro e até mesmo chumbo, dependendo da natureza do trabalho.
TE
Guarda-peito
             Tirador
NA
Insígnia de função de porta-machado (soldado que marcha à frente dos regimentos), na forma de um avental de couro.
NA
Avental ritualístico da seita ou doutrina dos rosa-cruzes, usado por seus membros como símbolo da disposição em trabalhar pelos objetivos benevolentes da ordem.
NA
Avental basicamente branco, de pele de carneiro ou de tecido que a substitua, quadrangular (35cm de altura e 40cm de largura), preso à cintura por um cordão ou fita de cor, e com abeta triangular. Trata-se de um dos símbolos da maçonaria e parte principal do traje de seus membros.
NA
Aeronave mais pesada que o ar, provida de asas e propulsão a motor.
TE
Avião cargueiro
             Avião de guerra
             Avião de passageiros
NA
Avião grande e espaçoso, usado tanto por civis quanto por militares para o transporte de toneladas de cargas.
TG
NA
Avião militar projetado para atacar alvos terrestres através, principalmente, do lançamento de bombas.
NA
Avião de combate leve, dotado de grande velocidade e mobilidade, usado para atividades militares ou navais, como para servir de escolta de outras aeronaves, interceptar o trajeto ou abater aeronaves inimigas etc.
NA
Avião destinado a executar operações de guerra.
TG
TE
Avião de bombardeio
             Avião de caça
NA
Avião que tem a finalidade única de transportar pessoas e suas bagagens.
TG
NA
Pequeno instrumento colocado à frente da roda do leme, constituído por um mostrador com ponteiro que se move junto com a roda e indica a quantos graus a porta do leme está voltada para um, ou para outro bordo.
NA
Lança curta, feita de madeira de mesmo nome, usada tanto como arma de arremesso quanto de choque.
TG
NA
Instrumento semelhante a uma longa pinça com que se aperta o focinho de cavalgadura brava ou fogosa, para mantê-la imóvel enquanto a ferram, tratam, sangram etc.
NA
Placa de cerâmica, arenito vidrado ou porcelana, esmaltada em uma de suas faces, de diversas cores e motivos, geralmente em formato quadrado, usada como revestimento de paredes internas ou externas de construções. Tem também uma função decorativa, particularmente quando utilizado como painel.
NA
Pequeno anteparo de material impermeável ou atoalhado que é colocado no pescoço dos bebês para evitar que a baba ou a comida lhes suje a roupa.
NA
Roupa de dormir feminina, leve e curta, de duas peças.
NA
Qualquer arma de fogo portátil cuja extremidade do cano é mais larga do que a culatra.
NA
Recipiente portátil de dimensões variadas, formato em geral circular, fundo chato e bordas altas, sobretudo de alumínio, louça, prata, plástico etc., para usos associados à água e a outros líquidos. É usado sobretudo em lavagens de roupas e panos.
NI
Quando para ablução ou higiene pessoal use Bacia de abluções ou Bacia de toalete.
NA
Recipiente suficientemente fundo e largo para recolher a água das abluções durante a missa pontifical ou pelos presbíteros em algumas cerimônias litúrgicas: Quarta-feira de Cinzas, o Lava-pés da Quinta-feira Santa, o Batismo etc. Vem sempre acompanhado pelo gomil de abluções, podendo apresentar no seu centro um dispositivo que assegure a sua estabilidade.
NI
Usar apenas quando de cerimônias litúrgicas.
NA
Recipiente pequeno, em formato circular, de bordas largas, geralmente raso, de diferentes tipos de materiais (louça, metal etc.), usado para molhar e lavar o pincel de barbear
NA
Bacia equivalente à de abluções, com a diferença que é de uso doméstico, para a higiene corporal. Usada quando inexistia água corrente, vem acompanhada do gomil e é feita geralmente de cerâmica, porcelana ou prata.
TA
NA
Capacete de combate, de copa oval, originalmente forjado de uma só peça de metal e que, no século XIV, passa a receber uma viseira retrátil.
NA
Insígnia episcopal que representa o cajado que o bispo, pastor diocesano, usa para conduzir suas ovelhas. É usado apenas no território de jurisdição do bispo ou fora dele com consentimento do ordinário do lugar. Na procissão, é usado com a curva voltada para frente, para ouvir a leitura do Evangelho e fazer a homilia, para receber os votos, as promessas ou a profissão de fé; e finalmente para abençoar as pessoas, salvo se tiver de fazer a imposição das mãos.
NA
Atributo de imagem sagrada, geralmente uma escultura, aludindo à sua condição de santo bispo.
NA
Pele macia, às vezes lavrada, que se coloca sobre o pelego e é segura pela sobrecincha.
UP
Baldrana
             Bardana
NA
Estojo de couro, madeira ou metal em que se guarda a lâmina de uma arma branca, para evitar que perca o fio ou enferruje, ou para carregá-la presa à cintura.
NA
Termo genérico para a arma branca de choque que se adapta na extremidade da arma de fogo, para o combate de choque. A verdadeira baioneta não tem gume, ferindo somente pela ação da ponta.
TE
Espada-baioneta
             Sabre-baioneta
NA
Pano ou tecido, espécie de manta, que se coloca diretamente no lombo do cavalo para protegê-lo da sela.
NA
Projétil esférico, alongado ou ogival com que se carregam as armas de fogo. Também usado para indicar o projétil e o cartucho juntos.
TE
Bala rasa
             Balim
             Chumbinho
NA
Projétil de artilharia lisa, formado por duas balas rasas ou por uma bala rasa cortada em duas, sendo estas duas peças ligadas uma a outra por uma corrente; usado contra massas de soldados ou para cortar o velame de navios.
NA
Projétil de ferro sólido, esférico, disparado de canhões lisos.
TG
TA
NA
Gorro justo de malha de lã, em forma de elmo, que cobre a cabeça, o pescoço e os ombros, usado por alpinistas, esquiadores ou soldados em serviço. Sua função tradicional é a proteção contra o frio.
TG
NA
Cesta com a circunferência da borda maior do que a do fundo, feita de bambu ou cipó.
TG
NA
Instrumento que serve para pesar (substâncias, produtos, objetos etc.), comparar massas ou medir forças.
NI
Usar apenas quando de uso genêrico. Quando de uso específico, indexar na categoria correspondente seguida de termo que a qualifique. Ex.: Balança antropométrica, na categoria "Equipamentos de Atividades da Medicina e Psicologia"
TE
Balança de dois pratos
             Estojo de balança
             Prato de balança
TA
Dinamômetro (peso)
             Peso
NA
Balança que possui altíssimo grau de precisão, usada principalmente em laboratórios, na determinação de massas em análises químicas, na determinação de quantidade absoluta ou relativa de um ou mais constituintes de uma amostra etc.
NA
Balança mecânica ou digital, de uso doméstico, própria para pesar pessoas.
NA
Instrumento com que se determina o peso de ingredientes que serão utilizados no preparo de alimentos.
NA
Balança onde se colocam pesos em um dos pratos e, no outro, o que se deseja pesar (substâncias, produtos, objetos etc.), comparar massas ou medir forças. É possível também colocar pesos nos dois pratos.
NA
Balança própria para pesar a correspondência enviada pelo serviço de correio.
NE
Brinquedo que consiste num assento composto de travessa, tábua e cadeirinha, suspenso pelas extremidades por cordas ou correntes, que serve para se balançar.
NA
Assento geralmente coletivo, suspenso a uma armação por correntes ou cordas, para balançar.
NA
Pingente de feitura artesanal usado originalmente pelas negras da Bahia, especialmente em dias festivos e com trajes característicos. Destinava-se a afastar os maus-olhados e malefícios ou a fins propiciatórios, votivos, evocativos etc., assumindo formas variadas e pitorescas: figas, partes do corpo ou da casa, corações, crucifixos, astros, peixes e romãs (além de outros animais ou frutas), tambores e pandeiros etc. A essas peças, em geral de prata, mesclavam-se outras feitas de pedras ou de madeira, além de moedas, sementes etc. Esses amuletos ou adornos eram reunidos em pencas presas em uma argola (galera) dependurada em uma corrente. Quando suspensos à cintura, os balangandãs chocalhavam. Os exemplares mais antigos, alguns mesmo de ouro, são preciosidades do artesanato brasileiro e fazem parte da rica ourivesaria baiana. O termo também designa a própria penca de balangandãs.
TA
NA
Objeto lúdico geralmente feito de papel fino ou de seda, de formato variado. Inflado pela força expansiva do ar aquecido pelo fogo de buchas acesas em uma ou mais bocas de arame, sobe aos ares, com maior frequência, no período das festas juninas.
NA
Aeronave, geralmente com um grande reservatório em forma de charuto cheio de gás, mais leve que o ar (que a faz flutuar), impulsionada por hélices e dotada de lemes que lhe dão direção.
NA
Anteparo de proteção, apoio ou ornamentação formado por uma série de elementos iguais, denominados balaústres, dispostos em intervalos regulares, utilizado frequentemente em balcão, terraço, alpendre, coroamento de prédio ou guarda-corpo de escada.
NA
Elemento circular ou torneado, geralmente de pedra, madeira, alvenaria ou gesso que, disposto em intervalos regulares com outros elementos iguais, sustenta um parapeito, uma balaustrada ou um corrimão.
NA
Móvel, nas casas comerciais, sobre o qual os vendedores mostram aos fregueses as mercadorias.
NA
Estrutura de armar, de pequenas dimensões e em forma de pequeno baldaquino, com base, painel posterior e dossel, para enquadrar a custódia durante a adoração do Santíssimo, geralmente em celebrações no exterior da igreja e na administração do viático aos enfermos. Ao fechar, toma, geralmente, a forma de livro. Pode ser decorado com motivos e símbolos eucarísticos.
NA
Recipiente com alça, feito de madeira, metal, ou plástico, geralmente com formato de um tronco de cone invertido, e que possui muitas funções como: tirar ou carregar líquidos, areia, etc.; deixar de molho roupas e outros tipos de pano; servir de apoio na limpeza de ambientes, carros etc.
NA
Recipiente aproximadamente cilíndrico ou em forma de urna, em que uma ou mais garrafas de vinho ou outra bebida são postas entre pedras de gelo para refrescar.
NA
Recipiente, geralmente de alumínio ou de ferro esmaltado, no qual se coloca o leite recém retirado das vacas.
NA
Embarcação usada para pesca de baleia.
NA
Instrumento astronômico destinado à determinação da altura dos astros, formado por uma vara de secção quadrada de 3 a 4 palmos e uma outra vara menor, perpendicular àquela, muito usado pelos navegadores.
UP
Balestrilha
             Radiômetro
NA
Esfera de chumbo ou aço, de pequeno diâmetro, usada para rechear certos projéteis.
UP
TG
NA
Flutuador especial, sem motor, que é inflado de ar automaticamente ou não, usado para salvamento no mar, transportando tripulantes e passageiros das embarcações em caso de naufrágio. Existem vários modelos e tamanhos e geralmente é feito de material flexível ou semirrígido, como lona ou borracha.
NA
Aro geralmente de plástico, com cerca de 1 m de diâmetro, que se coloca em torno do corpo (da cintura, da perna ou do braço) fazendo-se com que gire com certa velocidade e se mantenha equilibrado, servindo de diversão.
NA
Mesa de escrita de pernas de seção quadrada e travejadas, e que, em alguns casos, pode-se levantar parte do tampo e fixar-se com determinada inclinação.
NA
Mesa de trabalho de quem trabalha com madeira. Trata-se de uma bancada equipada com morsas e prensas usadas para prender firmemente as peças que estão sendo trabalhadas, e pontos de apoio para uso de várias ferramentas. Geralmente é feita de madeira dura como jatobá, peroba ou cabreúva, bem seca e sem defeitos.
NA
Mesa improvisada que serve para a exposição de mercadorias, geralmente um estrado sobre cavaletes, usada por feirantes, camelôs etc.
NA
Mesa de trabalho com gavetas e, em alguns casos, com painel de ferramentas, usada pelo ourives para guardar as ferramentas e como base para serrar, moldar, soldar etc. os metais preciosos (ouro, prata, etc.).
NA
Banca de madeira com orifício para fixação de potes d'água.
UP
Bilheira
             Quartinheiro
TG
NA
Banca de madeira sobre a qual é depositada a fôrma com massa para feitura de queijo. Uma das extremidades é mais elevada do que a outra, de modo que o soro escorra por uma canaleta.
NA
Banca utilizada especificamente como suporte na feitura de selas para montarias.
NA
Móvel de assento individual sem espaldar. Assenta sobre pernas e pés ou painéis verticais, geralmente unidos por travessas. Pode assumir formas diversas.
TE
Banco dobrável
             Banco giratório
             Mocho
             Tamborete
             Tripeça
NA
Móvel de assento coletivo, em madeira, ornamentado ou não, podendo ter espaldar e apoios para os braços.
TA
Arquibanco
             Banco de bonde
             Banco de convés
NA
Banco corrido de madeira, comprido e estreito, colocado em área de acesso de um edifício.
NA
Banco corrido, de madeira, no qual sentavam os passageiros de bondes.
NA
Banco corrido, de madeira, usado no convés de antigos navios de passageiros.